quinta-feira, 2 de abril de 2009

Abacate: fonte de proteínas e vitaminas




Com mais proteínas que qualquer outra fruta, o abacate é rico em folato, vitaminas A e C. Também possui a vitamina B6, importante para aliviar os sintomas de tensão pré-menstrual nas mulheres.

A vitamina E do abacate é antioxidante, combate o mal colesterol, reduzindo os riscos de problemas cardiovasculares, além de ter importante papel na produção e mobilidade dos espermatozóides.

Possui grande quantidade de nutrientes, ferro, magnésio, gorduras monoinsaturadas, sais minerais, glutationa e potássio - essencial na regulação da tensão arterial sendo que sua falta pode levar a depressão, confusão mental e problemas musculares. Além de todos benefícios, é um poderoso bloqueador de trinta agentes cancerígenos diferentes.

É oriundo da América Central e cultivado em regiões tropicais. Seu nome científico é Persea gratissima Gaert e pertence à família Lauraceae. Seu alto valor energético - cada 100 gramas fornece 162 calorias - é relacionado à sua quantidade de gordura responsável pelo aumento do colesterol HDL (considerado o bom colesterol, pois protege as artérias ao invés de destruí-las).

A fruta, que só amadurece depois de colhida, apresenta uma textura macia, acompanhada de um sabor suave. Pode ser utilizada para fazer molhos, sopas frias, patês, saladas, ou ingerido in natura.

Na Central de Abastecimento do Piauí (CEAPI) o kilo da fruta está mais barato, em virtude ao seu período de safra - que acontece entre os meses de fevereiro a junho - e pode ser encontrado custando apenas R$ 1,50.

4 comentários:

  1. ÓTIMO ISSO É Q EU CHAMO DE INFORMAÇÃO ADQUADA SEM MUITO BLA BLA BLA EFICIENTE. O ABACATE É ISSO TDO E MUITO MAIS ALÉM DE SER UMA FRUTA MUITO GOSTOSA FAZ BEM A TDO O ORGANISMO TODO MUNDO DEVE USUFRUIR DESSES BENEFICIOS QUASE DE GRAÇA...

    ResponderExcluir
  2. De graça ??? só se for aquem tiver um abacateiro no quintal, cá em Portugal se fores numa feira vais pagar a volta de 2.00€ o kilo.

    ResponderExcluir
  3. Otimas informacoes, só faltou a que procurava: quantidade de carbohidratos por unidade.

    ResponderExcluir
  4. E hoje, aqui no Piauí, o kg tá custando R$10,00

    ResponderExcluir